Londres – a terra da rainha e do relógio.

 

O Parlamento e seu Relógio. Tem como não se apaixonar, gente?! Foto: naViagemcomCamila.

Que lugar é esse?

Difícil escrever sobre uma cidade que eu simplesmente amo! Amei já antes de conhecer e quando conheci amei mais ainda. Vou tentar ser imparcial. É só uma tentativa, ok?

Londres é a capital da Inglaterra e durante muito tempo foi o centro econômico e político do mundo. Talvez pelo fato de estar numa ilha lá tudo seja bem peculiar. O ônibus é diferente, o táxi também, a mão inglesa, as coisas lá têm um estilo próprio e inconfundível. Alguns cartões postais da cidade: o parlamento e seu relógio (que não se chama Big Ben, este é o nome do sino que lá fica), o palácio de Buckingham, a roda gigante imensa (London Eye), a ponte antiga (Tower Bridge)… Vixe, posso passar horas descrevendo os lugares!

O clima da cidade é interessante. Calma, não é das chuvas (tão famosas, mas não peguei nem uma gota de chuva enquanto lá estava) e do tempo nublado que falo. É a alma da cidade ou pelo menos o que percebi dela. Ela consegue casar tradição e modernidade muito bem. É bem verdade que tem um quê de seriedade e solenidade, talvez devido à forte presença da família real. Mas aí você se depara com a London Eye, com os espigões ao longo do rio, com a cultura e referências pop da cidade, a correria da vida urbana no metrô e… plim! Tudo se mistura perfeitamente.

Quanto à arquitetura acho Londres menos opulenta do que outras capitais. Explico: você não verá frequentemente um prédio que toma conta de 1 ou mais quarteirões como em Paris. Nem aquelas praças que são do tamanho de um estádio de futebol. As construções, de uma maneira geral, me pareceram menores, mas não menos belas. Os tons variam, há vários estilos e os prédios novos, ultramodernos, tem tanto lugar de destaque no desenho da cidade quanto as construções mais antigas. Se você caminha pelo rio Tâmisa você percebe bem isso.

A cidade é muito limpa, comida de todo preço e gostosa. O único problema prático da cidade é a danada da mão inglesa, que pode te render sustos se você não estiver atento. O metrô é muito eficiente e tem o charme de se ver algumas estações bem peculiares, como a de Baker Street (e seu famoso morador, apesar de nem se saber se ele existiu) cheia de perfis de Sherlock nos azulejos ou a de Notting Hill com seus tijolos aparentes.

Como chegar?

Avião e trem. Eu cheguei lá de avião e foi mais em conta do que ir de trem. Na verdade não é trem mesmo, são aqueles Eurostar. Tentei ir de trem porque queria sentir a sensação de cruzar o mar, mas, pelo que pude perceber, só vale a pena se você for chegar no meio da semana. No começo da semana, tipo segundas e sextas as passagens geralmente eram mais caras.

De avião você pode descer em 3 aeroportos e cuidado! Um deles fica bem longe da cidade e pode ser uma armadilha optar por ele, apesar de as passagens serem mais baratas. Desci no Heathrow e levou uns bons 40 minutos (ou mais) para chegar na Paddington (uma espécie de estação central, onde se tem metrô saindo pra tudo que é lado da cidade).

Estourei a foto, mas é que as pessoas não entendem meus dotes fotográficos. =P. Essa aqui é de dentro da Tower of London tentando clicar a Tower Bridge. Foto: naViagemcomCamila.

Quanto tempo ficar?

Beeem, esta parte de dizer literalmente quanto tempo ficar é delicada. Mas sempre que eu lia blog de viagem ninguém se pronunciava e eu ficava tão perdida, então resolvi que no meu blog eu digo o que EU ENTENDO que é ideal. Veja bem, é minha opinião. Não quero ser dona da verdade, mas, pelo menos é algo para você, que nunca foi, se basear.

Depende muito do quanto você se identifica com a cidade. Antes de viajar muitas pessoas me disseram que 4 dias seriam mais que suficientes. Fui na onda delas e… Para mim não foi! Não vi lugares que queria conhecer, tive que correr para ver muitas coisas, enfim. Foi triste e deu peninha quando levantei voo.

Meu palpite? Se você não morre de amores pela cidade e quer conhecer, ter uma noção do que é Londres, visitar só os lugares tipo “parada obrigatória de turista” creio que 3 dias é bem suficiente.

Tá de excursão marcada? Não tem tempo pra tudo isso? “Lá ‘nera’ só um relógio, a casa da rainha e o povo falando um inglês embolado”? Ok, em 2 dias você faz uma mágica, entra num desses ônibus de singhtseeing e consegue ver um bocadinho de coisa.

Agooora, se você é um doido, louco, apaixonado pela cidade (meu caso, confesso!), separe uns 7 dias. Se você é mais doido que eu, vai morar lá, meu nêgo, que não vai ter dia que chegue para matar sua vontade de Londres. ; )

(Não sabe em qual categoria você se encaixa? Pare e reflita o que você conhece sobre a cidade, sem precisar recorrer ao google. Se você sabe o nome de tudo quanto é lugar, quer ir na Westminster Abbey, sabe que a London Bridge não é a ponte que abre no meio, tem sonho de conhecer Soho, ir num pub, quer passear no Hyde Park, Saint James, sabe que Lady Di casou na Saint Pauls Cathedral, considere se incluir no meu grupo.)

Meu primeiro doubledeck bus! Quase enlouqueçooo! Foto: naViagemcomCamila.

Minha grana dá pra isso?

Quase nunca escrevo sobre a “viabilidade financeira” da cidade, mas acho importante falar sobre Londres. Sinto que o fato de ser uma viagem em libra e ser mais caro que euro, afugenta um pouco as pessoas. Mas acredite, a cidade é para todo tipo de bolso. Se você fica na City (a área mais turística da cidade) é bem caro se hospedar, mas há outras opções fora desse eixo que são válidas. Alimentação pode ser bem em conta, transporte também é caro, mas há formas. Não vou explicar aqui e agora, depois dedico um post a isso para você entender melhor. Enfim, não desista da cidade se você já planeja uma viagem e a questão é só o “custo Londre$$$”.

Convencido de que Londres é uma boa opção? Planeja tudo, então, e boa viagem!

Anúncios

6 Respostas para “Londres – a terra da rainha e do relógio.

  1. Olá Camila! Estou aqui de novo precisando dos seus conselhos..

    Mudei a data da minha viagem para final de Janeiro, pois além das passagens estarem muito cara$, só ia conseguir ficar 5 dias. Estou em uma dúvida em quanto de dinheiro separar para visitar as atrações! Sou que nem você, fascinado pela história de Londres e quero ir em tudo que é museu/castelo/praça e guardar um tempo para comprar algumas coisas ainda, rs.

    Bom vc poderia me ajudar estipulando uma media de quanto vou gastar para ver essas atraçoes??

    Obg!

    PS: A visita ao Castelo de Windsor vale a pena?? Demora mais ou menos quanto tempo?

    • Olá, Diogo!

      Se você vai de London Pass boa parte das atrações está inclusa no valor do pass. Ficam de fora: madame tussauds (Tem um ingresso para entrada a partir das 17h que fica mais barato, ebaaa!) e london eye (o mais barato custou umas 18 libras em 2012).

      Não lembro dos valores exatos, mas você pode entrar no site do london pass que ele diz quanto custa (valor atualizado) cada ingresso das atrações.

      Para te dizer um valor médio, vejamos. Digamos que você consegue ver umas 3 atrações por dia (é difícil ver mais que isso) que daria umas 50 e poucas libras. Mas com o pass elas todas vão custar umas 47 libras e se você fizer o pass para mais dias vai ficando ainda mais em conta. Coloca a comida aí nesse meio que vai te levar umas 20 libras (almoço e jantar*), e ainda tem os deslocamentos. O metrô não é barato (algo em torno de 8 libras 1 trecho) se você compra só 1 bilhete. Melhor comprar uns combos de 1, 2, 7 dias de metrô. Lembrando que tem como comprar uma casadinha de london pass+tickets de metrô/ônibus.

      Windsor eu achei ótimo. Tenho post inclusive falando sobre o lugar: https://naviagemcomcamila.wordpress.com/2012/07/11/conhecendo-londres-windsor-castle-parte-4/. O castelo não fica em londres, então vai te levar uma manhã e início de tarde para ir, ver tudo e voltar. A estação de trem que te leva até lá é linda e o castelo em si é de babar!

      * Para economizar no almoço e jantar recomendo muitíssimo o pret a manger. Comidinha boa e saudável com preço bom. Dá para almoçar e jantar lá por menos de 20 libras (https://naviagemcomcamila.wordpress.com/2013/02/18/comendo-barato-e-saudavel-em-londres/)

      Qualquer outra dúvida é só chamar que ajudo no que puder! 😉

  2. Vi esse post por intermédio de Helder. Sempre achei Londres uma cidade cinza. Mas vc conseguiu mudar meu conceito. Fiquei entusiasmada de conhecer um dia. Valeu pelas dicas! Cheiro.

  3. eu vou ser o primeiro a comentar aqui é?! ficou show d bola maga!!! hehehe… vá se programando pq vc vai p Londres de novo… comigo!!! bj

Que tal deixar sua opinião?

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s