Serra Gaúcha – parte 2.

Como falei na semana passada, estou fazendo uma série de roteiros para minha amiga que está planejando uns dias na Serra Gaúcha. Já falei sobre Gramado (não viu? Clica aqui, amigo) e hoje o post é sobre Canela. Lembrando que a duração a viagem da minha amiga é de 5 dias. Acho que é um tempo bem legal para conhecer os lugares da Serra. Claro que se você ficar mais dias dá para conhecer mais alguns lugares. Há o que ver por lá sempre, afinal eles vivem de turismo, então inventam atrações novas o tempo todo. Mas creio que esse tempo é suficiente para ver os lugares “parada obrigatória” e outros tantos de seu interesse.

 

Canela

Essa cidade fica bem ao lado de Gramado e acho que ela tem uma atmosfera diferente de Gramado. Para mim é assim: Gramado é mais séria, lugar para ir à dois, romântico, centro de compras, gastronomia. Já Canela é a cidade mais aventureira, radical, com ar mais juvenil.

O engraçado é que entre as duas cidades há várias coisas interessantes para ver e vou falar sobre elas aqui também. “Vamo simbora”, como diz na minha terra?

Garfo e Bombacha.

É uma churrascaria que tem o que o Rio Grande do Sul sabe fazer de melhor: carne. Tudo bem gostoso, o preço não é dos mais baratinhos, mas vale a pena o investimento. Principalmente por causa do show de danças típicas. Sou doidinha por dança, então amo esses shows com música e dança típica. Se você odeia tudo isso e acha ridículo as dancinhas, talvez seja bom repensar sua ida porque, como falei, o preço é um pouco salgado.

http://www.garfoebombacha.com.br/

O show deve durar umas 2 horas e meia. Essa é uma das atrações que ficam no meio do caminho, entre Gramado e Canela. Mas atenção, não se abeste! Hotéis e a própria churrascaria geralmente te dão o transporte (olha a palavrinha mágica) grátis! Se você vai para Porto Alegre há outras churrascarias que tem o mesmo estilo desta. Então outra possibilidade é comer co churrasco ouvindo o vanerão e chamamé na capital.

Castelinho Caracol.

O meu guia me disser ser esta provavelmente a primeira construção de Canela. A casa é toda feita em madeira e, ainda segundo meu guia, não há um só prego em toda a estrutura que foi feita com as madeiras se encaixando umas nas outras. É possível ver o entorno da casa, que tem galpões lindinhos, um riacho e entrar na casa. Lá dentro é vendida uma famosíssima Torta de Maçã, a qual eles chama pelo nome alemão da gostosura (óbvio que não saberei reproduzir aqui o nome alemão). O lugar é bem bonito e bem cuidado, vale uma visita.

A casa chamada Castelinho caracol é feita toda em madeira. Reza a lenda que não há um só prego em toda a estrutura. Foto: Jeff Belmonte/Flickr

Igreja do centro de Canela

A igreja no centro de Canela tem um quê de construção gótica. Devo confessar que a construção me impressionou mais por fora do que por dentro. Talvez seja porque do lado de fora, para completar o belo cenário que é a igreja em si, há um jardim bem cuidado, cujas plantinhas formam o nome “Canela”.

Turismo ecológico e aventura. 

Eu, radicalizando na tirolesa! kakakaka. Muuuuito bom!

Canela, assim como Gramado, é cheia de parques. Mas há uma diferença. Enquanto Gramado tem parques temáticos de carros, chocolate, miniatura, papai noel, Canela tem parques mais voltados para turismo aventura. Vários deles oferecem tirolesa, arvorismo, rapel…

Eu estive em um deles, mas consegui encontrar o contato de outro:

Alpen Park: http://www.alpenpark.com.br/

Parque da Cachoeira: http://www.parquedacachoeira.com.br/

Fiz tirolesa e amei! Foi muito legal. Se você não é tão chegado em aventuras, há outras opções nos parques mais leves, digamos assim.

Parque do Caracol.

O Parque tem uma das paisagens mais famosas de Canela – a Cascata do Caracol.

Você pode usar de vários meios para ver a cascata. Pode descer um sem fim de degraus e ir se refrescar (sim, você só vai querer se refrescar depois de descer tanto degrau, em torno de 700) com a água da cascata. Só acho válido lembrar aos corações mais aventureiros que descer é o mais fácil, depois vem a subida e no fim não tem aguinha para refrescar. Também pode pegar um elevador e ter uma vista panorâmica para ver a paisagem. Além da cascata, que por si já vale o passeio há trilhas no parque, lanchonete…

Como a última vez que lá estive foi em 2008, andei me atualizando através de uns sites e percebi que tem um passeio que não havia quando estive por aquelas bandas. É um passeio de trem. Se você teve a maravilhosa ideia de descer as escadinhas, pode ser uma excelente saída, para descasar da cansativa subida, pegar o passeio de trem, porque senta e não perde tempo de ver as coisas do parque. Dê uma olhada:

“Dentro do Parque do Caracol você pode desfrutar de um delicioso passeio de trem conduzido pelo maquinista carinhosamente conhecido como Zé do Apito. O passeio narra um pouco da história da Imigração, das primeiras viagens de trem pela região e da importância da preservação da natureza. O trem leva os passageiros até a Vila dos Imigrantes, um lugar animado e divertido onde a bicharada vive os hábitos e costumes dos imigrantes alemães e italianos. Uma forma divertida de contar a história da imigração do sul do país e a interação com o meio natural.”

Fonte: http://www.canelaturismo.com.br/roteiros-e-atrativos/parque-do-caracol/

Teleférico.

Muita coisa em Canela gira em torno das belezas naturais e a mais conhecida, sem dúvida, é a Cascata do Caracol, sobre a qual já falei. Se você pode vê-la de pertinho descendo os degraus do parque do caracol ou do mirante que lá se instalou também há outras possibilidade de admirar a beleza do lugar. Em outro ponto é possível ter um ângulo diferente da região e passear de teleférico. Adoro teleférico, por isso sempre recomendo passeios de teleférico. Quando lá estive não havia muita coisa para se fazer no Teleférico, achei o Parque do Caracol mais dinâmico, neste ponto. Mas é o típico passeio parada obrigatória, e no fim das contas você se diverte!

As caríssimas fotos que só eles conseguem tirar nos melhores ângulos e depois te cobram fortunas para você levar para casa. Você resiste, meu amigo? Eu…. Bem, já viram qual minha resposta, né? 😛

Informações

• Localização – 500m após o Parque do Caracol.
• Teleférico Inteiro – R$ 25,00
• Estudante – R$ 20,00 (mediante apresentação do documento estudantil vigente)
• Terceira Idade – R$ 12,50 (mediante apresentação da Carteira de Identidade)
• Entrada – preço único – R$ 5,00
• Criança (até 06 anos) – livre.

Observações
De quinta à terça-feira, das 09hs às 17hs
Fechado na quarta-feira
Nos meses de Julho, Dezembro e Janeiro aberto todos os dias, das 09hs às 17hs
Nos dias 25/12 e 01/01 horário das 13hs às 17hs

Minha sugestão: 

1 dia dá para ver quase tudo.

Dia 3:

Castelinho caracol – Igrejinha no centro de Canela – Teleférico – Parque do Caracol – Garfo e Bombacha (jantar na volta para Gramado).

OBS.: não incluí o turismo aventura dos parques temáticos de Canela porque nem todos curtem. Mas, para os que curtirem, vai ser necessário mais meio dia em Canela.

Como sei que minha amiga é radical e seu roteiro é de 5 dias, para ela acrescento o turismo aventura:

Dia 4:

Parque em Canela (só metade do dia, a outra é livre batendo perna no centro de Gramado).

Aviso importante! Canela é a cidade ao lado de Gramado, mas aqui já não se tem aquela facilidade de transporte que expliquei em Gramado. Para chegar às atrações que envolvem a Cascata do Caracol, por exemplo, devido à distância do lugar em relação ao centro da cidade, é preciso transporte. É possível do seu hotel conseguir um passeio com um guia que fica à sua disposição por 1 dia e te leva à todos estes lugares em Canela. Na minha opinião, é a melhor solução.

Próxima semana: último post sobre as outras cidades da Serra Gaúcha. Se preparem para vinho, passeio de trem e risadas. Até lá!

(Atualização: Serra – parte 3 já está à sua disposição, fofinho!)

Anúncios

Uma resposta para “Serra Gaúcha – parte 2.

  1. ESSA CACHOEIRA É LINDA..ESSA PARTE MERIDIONAL DO PLATO SULINO É O TRECHO MAIS ANTIGO E A QUEDA DE AGUA JA EVIDENCIA A TRANSIÇÃO PARA O SOPÉ DO PLANALTO..ESSA CASA CASTELINHO CARACOL ATÉ HOJE ME ARREPENDO POR NÃO TER COMIDO A TORTA DE MAÇÃ DELES; GRAVARAM UMA NOVELA ALI EU ACHO

Que tal deixar sua opinião?

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s