Mala de inverno, e agora?

Malas fechadinhas, rumando pra Santiago. Maaas, antes de fechar a mala cliquei algumas roupas para ajudar os viajantes nordestinos que vão para o frio.

Eu sou nascida em Caruaru (agreste pernambucano), criada em São Caetano (uma cidadezinha próxima à Caruaru) e vivida em Recife. Dizem (:D) que aqui é bem quente. E tenho que discordar (!) já que não sinto muito calor, fez um ventinho já ponho casaco. Então avalie o medo de uma pessoa super bem adaptada ao calor do frio! Da primeira vez que viajei para o lugar frio fiquei preocupada e fui à caça de informações na net para não virar picolé. Aqui faço uma coletânea das dicas que achei e da minha experiência.

Observação preliminar: minhas dicas não são para os que pretendem ir às estações de esqui ou escalar o Everest. Esqueçam, aí o negócio é alugar as roupas adequadas. Tô falando de um inverno rigoroso num local que não é o pólo norte, coisa para mínima de uns 4 graus, entendeu?

Vamos às minhas dicas:

1. Abstraia.

Peguei muitas dicas importantes, mas acho que, para os friorentos como eu, é importante frisar que não importa o que você use, você terá de abstrair o frio. A não ser que você gaste horrores comprando coisas que usará uma vez perdida na vida e mesmo assim tenho lá minhas dúvidas de que funcionará. Calma, não estou dizendo para você colocar um jeans e ir curtir um frio legal. Claro que você deve se agasalhar adequadamente, mas sempre vai incomodar. É frio nas mãos, o nariz fica dormente, as pernas gelam… Portanto, se proteja e foque nas paisagens, nos passeios, etc…

2. Invista num casaco bom.

Dentre os gastos inevitáveis creio que é importante investir num bom casaco de frio. Ele é o amigo de todas as horas. Não compre no inverno de Garanhuns ou Gravatá, meu amigo. Não serve! Só loja especializada (que é muuuito caro) ou, a melhor opção de todas, comprar lá, no lugar frio.

“O que é um casaco bom?” me perguntava eu quando lia dicas. Pelas minhas buscas na net vi que há basicamente dois tipos: aqueles que te fazem ficar parecido com o bonequinho da michelin e os de lã.  Creio que os dois, se forem bem comprados, funcionam. Explico: em ambos você tem de checar o “recheio” deles. O da michelin tem de ser de penas de animais e o de lã preferencialmente recheado com flanela. É interessante ler a etiqueta (coisas que nunca fazemos) ao invés de ver o que você, no olhômetro, acha que esquenta mais ou cair na conversa de vendedor.

Casaco de lã. Repare que não é aquela lã que parece um crochê (cheia de pontos que acaba ficando uns furinhos por onde o ar entra). Eu não sabia que isso era lã, me explicaram que é lã escovada, que deixa o casaco mais quentinho e pra ficar quentinho de verdade flanela no forro. Atenção às etiquetas, gente! Foto: vejasp.abril.com.br

Esta é uma das possibilidade. Parece quentinho? Parece, mas não se engane, confira a composição na etiqueta!

Friso muito a coisa da etiqueta porque só ela vai te dar alguma garantia. Tipo, um casaco de lã 70% esquenta bem, mas aí tem que ver o forro também. Tenho um desse da michelin que você olha para ele e acha que é o mais quente do universo (e até que é quente). Mas no frio rigoroso ele não “segura” tão bem porque o forro é de poliester.

Ah, se o lugar que você vai neva e/ou chove há uma preocupação adicional: casaco impermeável. A neve molha, fofinho!

3. Efeito cebola.

Esta é a saída para os não iniciados no mundo invernístico! Tem dois motivos que me levam à gostar do efeito cebola: primeiro o preço das peças de inverno. Tem casaquinho que só ele resolve tua vida no inverno junto com o casaco potente, mas vai olhar quanto custa o danado! É um valor muito alto para se investir. O segundo motivo é a falta de traquejo do nordestino com o frio. A gente não sabe se aquela roupa vai dar para suportar o frio, se o tempo pode mudar, etc… Então o melhor é fazer uma composição que te permite tirar e por peças, de acordo com o frio. Principalmente turista que passa o dia todo na rua.

Verificando as etiquetas das minhas blusas de frio, descobri que quase todas eram de acrílico e não de lã. Se o lugar é muito frio isso é um problema e seu efeito cebola deve ser mais bem planejado!

Fiz uma composição que costumo usar e dar certo:

Blusa nº1: a mais fininha, cinza. Blusa nº 2: a cinza listrada, feita de algodão. Blusa nº 3: marrom de acrílico.

  • Blusa n° 1: é uma segunda pele. Não me pergunte se funciona porque sempre uso, acho que é psicológico. Enfim, é mais uma camada de roupa (fininha, que não faz volume). Essa é a que vem por baixo de tudo. Na foto vem primeiro senão não iria aparecer.
  • Blusa n° 2: de algodão (se estiver muito frio ela nem vai aparecer e você não precisa se preocupar em combinar cores) bem colada para não “inchar” muito.
  • Blusa n° 3: de frio (essas que falei que tem cara de blusa quentinha, mas são de acrílico). Se você tem uma blusa de um material melhor, creio que dá para dispensar uma das camadas anteriores. Se você tiver sorte pode ser que ela apareça no seu look, então é bom que combine com o casaco e cachecol.
  • O casaco. O da foto é de lã com flanela no forro. Lembrando que o casaco tem de ser “do bom” pra te garantir.

As camadas de roupa.


Aqui fiz uma composição no meu braço para você ver a ordem das camadas e com cores bem diferentes para aparecer melhor. A primeira camada é a segunda pele preta. Depois vem a blusa de algodão. A terceira camada é a blusa de frio, no meu caso acrílico. O vinho é o cachecol. Não coloquei o casaco porque não tinha mais braço disponível. Mas não esquece que ele é indispensável, hein?

4. Itens proibidos.

Não é que seja proibido, mas vai ser um elefante rosa na sua mala, sem nenhuma utilidade. Agora se você tem pele de jacaré que nada sente, pula este tópico.

– Casaco/jaqueta jeans.

– Meia-calça fina pras “boyzinhas” (é como a gente chama as garotas aqui em Recife).

– Short jeans para usar por cima de meia de frio (pouco provável que tu aguente, nêga).

– Couro. Este item é controvertido. Tipo, na minha opinião, ele bloqueia o vento, mas não te aquece. Se for um frio leve acho válido, mas se “tu” for pra casa dos 10 graus ou menos já não faz efeito.  Nos calçados é uma boa.

5. É inverno e quero ser fashion!

Sabe que mulher adoraaa se produzir e tirar fotos sempre com as mesmas roupas é um problema para nós. De verdade! A solução é investir nos cachecóis. O casaco terá de ser o mesmo, no máximo mais um, mas se você quiser dar um toque diferente à cada produção terá de abusar dos cachecóis, fofa. Se o lugar é muito frio lã e/ou flanela na cabeça no pescoço. Se não você não dispõe destes materiais arrume os mais quentinhos que puder e que sejam grandes para dar muitas voltas (isso ajuda!).

Quando nunca tinha ido pro frio ficava sem entender porque as pessoas usavam cachecóis. Pra uma nordestina não há o menor sentido naquele “brebote”, oras! No frio descobri que eles são uma mão na roda, esquentam muito bem a região do pescoço. Aí achava os gorros horríveis e também sem sentido, pensava que as mulheres usavam gorros porque achavam aquilo bonito. Aí fui pra lugares mais frios ainda e descobri que eles são essenciais se estiver muito frio. Então meu conselho é assim: nunca diga “desta água não beberei”, tudo aquilo que você vê o povo usando nos filmes no inverno tem uma função e pode te ser muito útil!

6. Tô no meio da rua e o frio apertou, e agora?

Vai um cafezinho com biscoitinhos pra espantar o frio?! Foto: Anton Novojilov/Flickr

Querido, para tudo e toma um café ou chocolate quente. Ajuda muito. Você não tem noção do quanto!

Atualização: fui à santiago e não estava nem metade desse frio, bastava uma blusa de manga comprida e um casaco, que nem precisava ser dos mais quentinhos. Então, se você vai para Santiago por esses dias não precisa levar tudo isso do post. Se você vai em outras épocas do ano ou vai curtir um inverno europeu, aí sim, as dicas valem pra você!

Anúncios

Que tal deixar sua opinião?

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s