Foz do Iguaçu.

As cataratas vistas do lado argentino. Meus dotes fotográficos té que estavam bons neste dia. 😉

Que lugar é esse?

Quando em 2010 resolvi dar um tempinho na correria do dia-a-dia e conhecer Foz do Iguaçu, muitos perguntavam “o que você vai fazer lá?”. Outros nem perguntavam e já taxavam que “Foz é lugar de muambeiro, só presta para quem quer fazer compras”. Mas o pior (e mais amedrontador) dos comentários era: “lá é zona de fronteira, só dá traficante, você vai morrer!”. Enfim, era um preconceito com o lugar que até me espantava! Raros eram os comentários legais sobre o lugar.

Bem amigos, estive em Foz e AMEI! Digam o que quiserem, mas Foz foi uma dos lugares mais surpreendentes que já conheci. Aquela cidade tem coisas incríveis de se ver e fazer! Talvez metade do meu gostar tenha sido pelo fato de que as pessoas me colocavam tanta coisa negativa que fui com expectativa zero sobre o lugar. Como chegando lá não tive nenhum problema, não comprei muambas mas me diverti horrores no Paraguai e ainda curti altas aventuras radicais achei a cidade o máximo!

A amizade entre brasileiros e paraguaios – as bandeiras juntinhas! Arrasei no clique, fala sério! 🙂

Tem os lugares mais famosos e dentre eles os tipo parada obrigatória são as cataratas e Itaipu. Mas os pontos mais interessantes para mim foram aqueles nem tão turísticos assim. Que outra cidade brasileira é o ponto de encontro de 3 países? Foz tem lugares bem inusitados e que podem render boas lembranças como o Marco das 3 fronteiras, o Templo Budista e a Mesquita Mulçumana. Você sabia que Foz tem uma das maiores comunidades mulçumanas do Brasil? Pois é, Foz tem essas coisas bem pitorescas que dão um charme à cidade.

Entrada de Itaipu Binacional. Um espetáculo essa visitinha, viu? Super recomendo!

As cataratas são um show à parte.

Vista interna da mesquita de Foz. Tudo azulzinho, né lindo?

Como chegar lá?

Há várias formas de se chegar, dependendo do seu ponto de partida o ônibus pode ser mais em conta, por exemplo. Mas ouso dizer que, em tempos de promoção de passagem aérea praticamente toda semana, o melhor meio para se chegar a esta cidade é o avião. O aeroporto é bem simplesinho, daqueles sem os ‘fingers’, que os caras colocam escadinhas e você desce juntinho da turbina do avião. Embora essa falta de modernidade dê uma impressão de aeroporto pobre, o lugar é bem organizado e cumpre com sua função de acomodar as pessoas que chegam e se vão da cidade.

Olha o aeroporto de Foz.

Quanto tempo ficar?

Eu fiquei 5 dias, mas o primeiro foi partido e o último também. Eu diria então para você que pretende ir organizar 4 dias inteiros na cidade. Montei (a duras penas!) um roteiro para 4 dias completos, mas fazendo adaptações (leia-se cortes) dá para fazer em 3 dias. Se você gosta de fazer as coisas com bastante calma ou estiver com crianças, sugiro 5 dias.

Próxima semana volto com o roteiro completíssimo do que aprontei por lá, fechado?

Até lá, então!

Atualização: roteirinho massa já disponível:

Foz, dia 1.

Foz, dia 2.

Foz, dia 3.

Foz, dia 4.

e Qual lado das Cataratas ver? Brasil versus Argentina.

Anúncios

Que tal deixar sua opinião?

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s