Foz do Iguaçu, dia 3.

A terra das cataratas é um deslumbre da natureza e também da arquitetura. Hoje vamos visitar um pedacinho de cada tipo de deslumbre. Simbora?

Lembrando que nosso roteiro é de 4 dias completos em Foz do Iguaçu. Já visitamos alguns lugares no 1° dia e outros no 2° dia. Não viu? Clica aqui embaixo:

Foz, dia 1.

Foz dia 2.

Agora sim, mente refrescada vamos passear mais!

Dia 3

6. Templo Budista

Bem, este é um passeio que não fiz, mas gostaria muito de fazer. Não deu tempo, mas quem tiver um tempinho deve ir conhecer o lugar. As fotos são bem bonitas e o lugar parece trazer aquela paz, sabe?

Me disseram que a área é meio afastada do centro da cidade e o bairro seria um pouco perigoso. Tenho lá minhas dúvidas, maaaas, pelo sim pelo não, procure ir de manhã, antes de fazer o próximo passeio do nosso roteiro, ok?

7. Parque Del Iguazú

A ponte que faz a ligação entre Brasil e Argentina. Atenção, essa qui não é a Ponte da Amizade. Essa daí liga Brasil e Paraguai.

Atenção, viajantes: há 2 parques que dão acesso às cataratas. Um deles é o Parque do Nacional do Iguaçu, do lado brasileiro, e o outro é o Parque Del Iguazú, do lado argentino. Separe um dia para ir ver o outro parque, é totalmente diferente do brasileiro.

Nós pegamos uma van que nos deixou lá dentro do parque argentino e depois nos pegou no horário combinado.

Dica de amiga: lembre-se de trocar seu rico dinheirinho pelo peso argentino ANTES. Nós esquecemos e acabamos pagando bem mais caro na casa de câmbio lá do próprio Parque.

O parque tem um trenzinho que sai de tempos em tempos e nos leva pelas estações do Parque, mas a mais legal é a última que leva até as cataratas. Prepare-se para uma leve (não meííísmo!) caminhada. O lado argentino é bem diferente do parque brasileiro e tem uma série de pontes sobre o rio que vão te levando atéééé a ‘boca’ da queda d’água. Tem uns banquinhos para você sentar ao longo do caminho mas muitos ficam no sol, outros estão com pessoas. Então, prepare o expresso canelinha e força na peruca, a vista vale a pena! Eu juro!

Olhem só a vista que se tem da Garganta do Diabo. Foto: http://www.arteyfotografia.com.ar/4578/fotos/455063/

Há outras trilhas ao longo do parque que dão uma visão tão linda do parque como aquela das cataratas. Elas nos levam a pequenas cachoeiras, laguinhos, é tudo tão bonitinho!

Olhem só a vista do lado argentino! Foto: naViagemcomCamila.

Há também atividades mais ‘radicais’. Elas são geralmente mais baratas do que as mesmas atividades do lado brasileiro, mas a estrutura também é mais precária. Nós fizemos um passeio de barco que nos leva bem perto da queda d’água das cataratas. Você se molha todinho da silva e a água é muito gelada, mas valeu a pena. Só tem um detalhe: pouco depois que fomos parece que houve um acidente neste mesmo passeio. Enfim, é bom se certificar que você quer e se sentirá seguro de chegar bem pertinho das cataratas.

Agora era o pedaço em que eu falaria sobre os 2 parques, o brasileiro e o argentino, mas ficou tão grandinho que fiz um post só pra isso, certo? Olhem lá minhas considerações sobre o embate Brasil X Argentina: Qual lado das Cataratas ver?.

Calminha que ainda não acabou. Em breve voltarei com o último dia do nosso roteiro.

Até lá, leitores!

🙂

Anúncios

Uma resposta para “Foz do Iguaçu, dia 3.

  1. Pingback: Foz do Iguaçu. | naViagemcomCamila·

Que tal deixar sua opinião?

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s