Foz do Iguaçu, dia 4.

Gente boa, Foz do Iguaçu está chegando ao fim! Faz aquele ‘ahhh’ de quando a conversa está boa e tem de acabar, galera.

Já conhecemos as cataratas, Itaipu Binacional, Marco das 3 fornteiras… (lá embaixo tem os links de todo o roteiro, viu?) Tá faltando alguma coisa? Falta conhecer o Paraguai! E calminha que não é coisa só de quem quer comprar e sacoleiro. Tem umas coisas bem interessantes para se fazer. Vamos ao passeio antropológico, digamos assim.

Dia 4

8. Paraguai e Ponte da Amizade

A Ponte da Amizade. Foto: naViagemcomCamila.

Conhecer o Paraguai é uma das experiências mais loucas que já tive! Primeiro porque pegamos uma van e nela só havia pessoas querendo encher suas sacolas de produtos baratos. Todos já tinham suas listinhas do que comprar e eu era a única que não sabia o que ia comprar. Aí comecei a achar: “putz, o que vim fazer no Paraguai?”. Pois bem, cheguei lá e fiquei meio perdida, afinal não tinha o propósito da maioria das pessoas que lá estavam – comprar. Mas isso foi super libertador. Ri horrores dos produtos, das situações, das pessoas loucas por consumir coisas. Foi dez!

As bandeiras paraguaia e brasileira juntinhas. Foto: naViagemcomCamila.

O lugar chama-se Ciudad del Est e é super caótico. Muito embora haja um shopping com produtos importados, para quem quer ver coisas diferentes, rir e ter o tal “passeio antropológico” o legal mesmo é ir pra rua e ver o comércio local e os nativos.

Almoçamos vendo jogo do Brasil em pleno solo paraguaio e vimos todas as possíveis camisas piratas de times. Ah, sempre tem as pechinchas que a gente encontra como: tênis por R$ 30 reais, cartões de memória por R$ 10 reais…

Minhas meias originais Puma, Adidas e Nike. 😛 3 por 10 reais! Ao fundo a Ponte da Amizade. Foto: naViagemcomCamila.

Tem os vendedores que te enchem o saco e desses tenho de falar com carinho especial dos molequinhos que vendiam meias. Gente, que povo para irritar! Eles vendem meias que imitam marcas famosas como Puma, Adidas e Nike. Quando lá estive em 2008 3 meias custavam R$ 10 reais, mas se você chorasse mais um pouco conseguia por R$ 8 reais. Essas pessoas voavam em cima das vans tentando vender as famigeradas meinhas. No final do passeio, já na van com os coleguinhas lotados de muambas não resisti aos apelos e comprei as meinhas como uma espécie de souvenir, gente! Foi mais forte que eu, precisava trazer o objeto mais ofertado no mercado paraguaio. As meias estão aqui lindas até hoje, só que os nomes das marcas que vinham estampados em cima saíram… 😦

O passeio dura o dia inteiro e você volta moído de tanto bater perna, mas vale a pena. Se ainda tiver um gás fica a dica de dar umas voltinhas no centro da cidade de Foz.

Gostou da programação do 4° dia em Foz? Seguem os 3 primeiros dias do roteiro:

Foz, dia 1: Marco das 3 Fronteiras, Parque das Aves e Mesquita Mulçumana.

Foz, dia 2: Itaipu Binacional e Parque do Iguaçu.

Foz, dia 3: Templo Budista e Parque Del Iguazú.

Boa viageeeem, pessoal! :*

Anúncios

Uma resposta para “Foz do Iguaçu, dia 4.

  1. Pingback: Foz do Iguaçu. | naViagemcomCamila·

Que tal deixar sua opinião?

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s