Conhecendo Londres: Notting Hill e Abbey Road (parte 10).

  Ai, ai, ai, aiiiii. Tá chegando a hora… Nossas peripécias em Londres estão chegando ao fim. Vamos curtir o último passeio, então!

Devo adverti-los que este post é um pouquinho diferente dos outros – em que sempre fazia o roteiro de acordo com a proximidade dos locais para ganhar tempo nos deslocamentos. Os dois locais de hoje são distantes um do outro. Então se você quiser fazê-los no mesmo dia vai levar mais um tempinho, tá?

24) Notting Hill

Então… Fiquei pensando no que dizer sobre Notting Hill pra vocês. Sabem por quê? Porque foi péssimo. Aí resolvi falar a verdade: que foi ruim mesmo! Kkakakakakaka

Tem o filme com Julia Roberts, sabe? E eu encasquetei que queria conhecer o bairro. Mas não sei se foi o horário que fomos (à noite) ou se não pesquisei direito o que fazer lá, mas não teve a menor graça. Talvez indo pela manhã num dia que tenha feirinha seja mais legal e interessante. Nem sei se tem feirinha lá, mas creio que no filme tem uma cena com feirinha. Como eu a-do-ro feirinha seria o máximo pra mim. Mas acabou sendo uma experiência que não acrescentou nada.

 Passei um frio de bater queixo lá e não vimos nada de interessante. O ponto alto da noite foi achar (por acaso) um restaurante em homenagem à Lady Di. Tinha fotos, cheio de coisinhas que fazem referência à Diana.

O bar/restaurante Diana em homenagem à princesa. Foto: naViagemcomCamila.

O ponto turístico mais próximo daqui é o Hyde Park e Kensigton Palace, mas fica meio longe, viu?

Chamou minha atenção: como é meio longe de tudo e não tem nada para se ver.

Nota: 4.

25) Abbey Road

Ahhhhh, os Beatles! Pra quem não tá ligando o nome à pessoa  a rua ao ponto turístico esta é a famosa rua cuja faixa de pedestres ilustra uma capa de disco dos Beatles. Lembrou?

Uma forcinha pros mais esquecidos lembrarem da Abbey Road. Foto: beatles-br.blogspot.com

É um pouquinho complicado chegar lá. Como disse anteriormente não fica muito próximo de lugar turístico nenhum, mas qualquer hora que você passe por lá vai encontrar um bando de turistas cruzando a faixa. Antes que me chamem de chata eu também fiz isso, afinal a graça é tirar a foto cruzando a faixa de pedestres. 😛

A prova do crime: eu também fiquei cruzando a faixa pra tirar foto igual à dos Beatles. Óbvio que não ficou legal, né? Hihihihi. Foto: naViagemcomCamila.

Explicando como chega lá:

Tu pega o metrô e salta na estação St Johns Wood. Pra já entrar no clima, na saída da estação tem uma loja dedicada aos Beatles. É a Beatles Coffee Shop. Lá tem vááários artigos do quarteto e tem um mapinha que eles dão (olha a palavrinha mágica) grátis com as indicações de como faz pra chegar na Abbey Road. Você anda mais umas 3 quadras e voilá: a Abbey Road!

Além da faixa de pedestres, tem o Abbey Road Studios, onde os Beatles gravavam suas músicas. O estúdio é privado então só dá pra tirar foto na porta do lugar. O muro é todo rabiscado de mensagens de fãs do mundo inteiro, é bem interessante. Eu, que nem uma besta, não deixei minha mensagem lá. Como diz aqui na minha terra: “é muito alesamento!”

‘Olhaí’ o muro todo cheio de mensagens. E eu tiro foto e esqueço de deixar uma mensagem. Lesa! Foto: naViagemcomCamila.

 

Outra coisa que você pode fazer por lá é caçar (‘procurar’ em nordestinês) pelo prédio no alto do qual os Beatles fizeram um de seus últimos shows. Pelo que entendi fica também na Abbey Road, mas se tiver dito besteira os beatlemaníacos me corrijam, certo?

 

Atualização: Guilherme comentou lá embaixo me explicando que  o topo do estúdio onde eles fizeram o show foi o antigo estúdio dos Beatles, que ficam bem longe deste local e não esse da Abbey Road. Valeu, Guilherme pela contribuição! 😉

O ponto turístico mais próximo daqui é o Museu de Freud, mas repito: não é tão pertinho assim. Outros pontos não tão perto (mas que são os mais próximos) são o Sherlock Holmes Museum e o Madame Tussauds. Perto mesmo daqui só o Regentes Park.

Chamou minha atenção: a faixa em si e os prédios do bairro residencial super lindos! Reparem neles que dá vontade de sair de lá e ir na corretora comprar um pra você na mesma horinha!

Nota: 8.

Pra fechar com chave de ouro listo aqui todos os lugares que falamos nestes 4 meses (uau!) de posts sobre Londres:

Conhecendo Londres: Westminster, Parlamento e London Eye (parte 1).

Conhecendo Londres: Trafalgar Square, Buckngham e The Mall (parte 2).

Conhecendo Londres: Hyde Park e Harrods (parte 3).

Conhecendo Londres: Windsor Castle (parte 4).

Conhecendo Londres: The Tower, Tower Bridge e Globe Theatre (parte 5).

Conhecendo Londres: Greenwich, Saint Paul’s Cathedral e Pub inglês (parte 6).

Conhecendo Londres: Madame Tussauds e Sherlock Holmes Museum (parte 7).

Conhecendo Londres: Wembley e Freud Museum (parte 8).

Conhecendo Londres: Picadilly Circus e Musicais de West End (parte 9).

Ui, já tô com saudades de London!!!

Até a próxima, pessoal!

Anúncios

3 Respostas para “Conhecendo Londres: Notting Hill e Abbey Road (parte 10).

  1. Pingback: Novas descobertas em Londres | naViagemcomCamila·

  2. Oi Camila, a ultima apresentação dos Beatles, chamado de “Rooftop Concert” foi no telhado da antiga gravadora deles. A Apple rocords ficava no número 3 da Savile Row em Mayfer, que está no meu roteiro que pretendo fazer em 2013. Bem distante da Abbey Road. Parabén pelo Blog! Sou Olindense daqui da terrinha!!!

Que tal deixar sua opinião?

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s