Sobre a série Pontes do Recife.

A Série Pontes do Recife.

Ao longo dos últimos meses fizemos um “tour virtual” pelas pontes de Recife. Foi ótimo pesquisar sobre pontes que não sabia bem a história, descrever cada ponte tentando destacar as suas peculiaridades, adorei! Como falei anteriormente, aqui as pontes não são somente conexões por sobre os rios, são parte da alma da cidade e cada uma tem algo de belo, de encantador.

A Ponte da Boa Vista que sempre é bem colorida e cria uma espécie de túnel pros carros passarem. Foto: recife.pe.gov.br

Enquanto escrevia a série me peguei pensando sobre a ponte (não necessariamente as de Recife) e como é significativa a ponte e sua função. A ponte une, liga, conecta, traz o que está “do lado de lá” pra mais perto, torna acessível. Não há algo de lúdico e intrigante nisso?! Ela permite conhecer o outro lado. Alguém já deve ter escrito algo sobre a ponte porque é uma bela alegoria.

A Ponte Maurício de Nassau e sua estória do Boi Voador. Foto: recife.pe.gov.br

Ainda cá nas minhas reflexões, acabei me dando conta da incrível coincidência que me liga à esse tipo de construção e talvez haja algo de inconsciente (será?!) nesse meu interesse por pontes para além do fato de eu morar numa cidade que as têm como marca registrada. Eu também sou ponte, gente! Um dos meus sobrenomes é PONTES! Acredite se quiser, caro leitor, mas eu sou Camila Pontes!

Hoje finalizo a série, mas não é para sempre. Se souber de alguma outra estória de uma ponte legal incluirei. Se construírem novas pontes na cidade farei o mesmo, contando tudo que sei sobre elas. Aí, como uma espécie de registro compilado de todas as pontes sobre as quais falei aqui no blog para os que quiserem fazer futuras pesquisas, resolvi juntar todos os links de post para facilitar a vida dos amigos viajantes/leitores do blog.

A Ponte Duarte Celho, que todos os anos abriga o Galo da Madrugada. Foto: recife.pe.gov.br

Listei os posts abaixo e fiquei pensando que as pessoas nem iam lembrar pelo nome da ponte a estória dela. Daí me veio a ideia de colocar algo que “caia a ficha” sobre que ponte é essa ou aquela. Afinal decorar os nomes de todas as pontes é difícil até para mim que moro na cidade e pesquisei sobre elas. Inspirada na série “as brasileiras” (já que “ponte” é feminino, são todas mulheres) resolvi dar um nome-personalidade a cada uma. Assim fica mais fácil lembrar as estórias, para os que já leram, ou se interessar por elas, para os que ainda não leram. Então lá vai:

Ponte Velha – a senhorinha delicada.

Ponte Giratória – a menina invocada e com crise de identidade.

Ponte do Boi Voador – a mulher mentirosa.

Ponte da Boa Vista – a traveco inxirida.

Traveco também é mulher, gente! 😀

Ponte Duarte Coelho – a incansável hospedeira.

Ponte Princesa Isabel – a submissa aos poderosos.

A lidenza sem fima da Ponte Velha com seus lampiões. Foto: recifeumapaixao.blogspot.com

Gostou? Mande suas impressões para mim, vou adorar.

Até a próxima ponte! 🙂

Anúncios

5 Respostas para “Sobre a série Pontes do Recife.

  1. Pingback: Roteiro de carro pelo Nordeste. | naViagemcomCamila·

  2. Pingback: Igarassu | naViagemcomCamila·

  3. Pingback: Recifeando – A Praça da República. | naViagemcomCamila·

Que tal deixar sua opinião?

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s