O que São Luís tem pra te mostrar.

O que é que São Luís tem?“, eu ficava a me perguntar.

Passei umas horinhas (horinhas mesmo, não é eufemismo) lá e descobri que tem muitas coisas legais: tem luxo em um Palácio, tem mercado (#mercadolover assumidíssima eu!) e tem a cultura do povo maranhense.

Montei aqui um mini roteiro dessas coisinhas lindas que vi por lá. Como falei antes aqui (post sobre a capital dos azulejos) acho que o legal é ficar uns 3 dias em São Luís e arredores. O arredores entendam por Alcântara, que vou contar porque você DEVE ver em outro post.

Eu mesma não tive esses 3 dias, fiz tudo isso em 1 dia. De manhã fui para Alcântara, voltei à tarde e fui bater perna no centro. Ufa, me cansa só de lembrar! Foi corrido!

Minha recomendação é que você faça esse roteiro desbravando o centro histórico em 1 dia inteiro, que aí ficar mais tranquilo e você consegue ver tudo com mais calma ao som de um reggae ou bumba-meu-boi, preferencialmente.

Aperte o cinto e vamos dançar esse reggae em Saint Louis!

Casa de Nhôzinho

O prédio que abriga o centro que retrata a vida cotidiana do maranhense é de 1815.

Tem uma série de objetos curiosos que retratam a cultura, economia, hábitos das pessoas. De brinquedo a artesanato indígena, passando por babaçu, buriti e peças feitas de argila tem de tudo um pouco.

casa nhozinho

Da esquerda para direita: o aparato que servia de âncora, os barcos feitos no Maranhão, um bumba-meu-boi inacabado de Nhôzinho, a cerâmica maranhense e os pregoeiros. Fotos: naViagemcomCamila.

Me chamaram atenção os pregoeiros, uns bonequinhos feitos de fio de cobre que retratam os escravos libertos e seus ofícios. Outra coisa que achei super interessante são os cestos onde as índias colocavam os bebês, as máscaras de índios, o artefato que é usado para tirar o líquido da mandioca e produzir farinha.

A Casa de Nhôzinho tem uma variedade de objetos e esses objetos te apresentam, através de suas vitrines, o povo maranhense.

Aí fiquei pensando com minha pesada bolsa (já tinha andado o dia inteiro com ela, tava bem pesada) porque o nome era casa de Nhôzinho se na verdade era um centro da vida do povo de lá? Aí chegamos na parte da explicação do porquê do nome do lugar!

Aliás, antes da explicação: tenho de mencionar a gentileza, cordialidade, cultura, simpatia das minhas guias (só peguei mulher) nos museus maranhenses. As meninas eram super novinhas (eu sou nova, elas eram ainda mais!) e manjavam tudo! Eu, curiosa toda, enchia as meninas de perguntas e elas respondiam tudo com um sorriso no rosto. E quando eu me desculpava por ser uma pentelha que fica interrompendo e fazendo milhares de perguntas elas me diziam que ficavam felizes. Que muitas pessoas nem as escutam durante a visita, só querem tirar fotos. Gente, vamos valorizar  mais os amigos guias que deixam as visitas muito mais interessantes do que ficar lendo placas com explicações. Um viva aos guias maranhenses pelo seu excelente trabalho! \O/

Bem, voltando à dúvida sobre o nome do lugar…

caixinha segredo

Minha câmera falhou, tive de tirar com o cel, mas voilá: essa é a caixinha segredo que fez a fama de Nhôzinho. Foto: naViagemcomCamila.

Nhôzinho era um artista que morava numa cidade perto de São Luís e devido à problemas de saúde teve sua visão comprometida e os movimentos limitados. Ele fazia brinquedos, e inclusive fez sua própria cadeira de rodas. Ficou famoso ao criar as caixinhas de segredo, que dava para as moças guardarem seus segredinhos. Não é uma estória fofa? Depois do sucesso das caixinhas começou a fazer bois em miniaturas. Não deixou filhos e talvez por isso a sua técnica se perdeu com ele, segundo minha guia. Bem sabida ela, não?

Palácio dos Leões

Esse palácio foi erguido onde antes ficava um Forte feito pelos franceses em 1612. O que hoje é o Palácio dos Leões, de estilo neoclássico, é fruto de reformas de um prédio de 1776, sendo usado como sede do Governo do Estado.

Lá dentro só pode tirar foto de algumas partes. Há obras de arte bem bonitas, vasos, pinturas e durante a visita explicam porque são importantes e o valor artístico que têm.

palácio leões

A escadaria que dá acesso aos salões do Palácio dos Leões. Foto: naViagemcomCamila.

A visita é grátis (palavrinha mágicaaaa) e é bem rapidinha, dura em torno de uns 10 minutos.

Me chamou atenção um vaso azul enooorme e lindão e os jardins do palácio (só pode ver de longe, nada de fotos) que são privativos da Governadora. Ela tem uma belíssima vista da Baía de São Marcos, viu? Fiquei com invejinha, digo logo!

Casa das Tulhas

rua portugal

A rua mais badalada do centro histórico – Rua Portugal. Onde mais poderia estar a Casa das Tulhas? Foto: naViagemcomCamila.

Seria o mercado de lá. A construção é bem antiga e fica no centro histórico. Nas ‘bordas’ dela ficam as lojinhas de artesanato. No ‘miolo’ lojas que vendem comidinhas e bebidas.

O prédio em si não tem muito poesia, como diz minha madrinha. Mas lá dentro, no miolo, tem umas coisas bem interessantes: castanhas, umas cachaças, o doce de espécie sobre o qual falei aqui, Jesus, enfim… Tem uma variedade de coisinhas para você beliscar e se divertir.

casa tulhas maranhão

Já era noite quando cheguei na casa das Tulhas, mas don’t worry, ela fica aberta até mais tarde. Foto: naViagemcomCamila.

A minha tarde em São Luís terminou aqui. Dá para ver nas últimas fotos que já era noite. Mas tem outros lugares que eu queria ter ido e não deu tempo. Vou listar eles para você, caso tenha mais tempo, dar uma passada. Se você tiver esse dia inteiro que recomendei creio que dá para fazer tudo o que já comentei e mais esses lugares.

Teatro Arthur Azevedo

– De terça à sexta-feira tem visitação guiada das 14 às 17 horas.

Casa do Maranhão (fica no antigo prédio da alfândega)

– De segunda à sábado das 9 às 18:30 e domingos das 9 às 18 horas.

Centro Cultural Popular (fica bem coladinho com a Casa de Nhôzinho)

Volto muito em breve com mais cantinhos do Maranhão, meu povo! Aguardem e confiem. 😉

Anúncios

3 Respostas para “O que São Luís tem pra te mostrar.

  1. Pingback: São Luís do Maranhão. | naViagemcomCamila·

  2. Pingback: Alcântara (Maranhão) | naViagemcomCamila·

  3. Pingback: O espetáculo dos Lençóis Maranhenses | naViagemcomCamila·

Que tal deixar sua opinião?

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s