O charme de Porto Alegre – 6 passeios tudo de bom.

Morei uns tempos em Porto Alegre e não sei porquê cargas d’água  por esses dias tenho me lembrado bastante da cidade. Preparem-se para um post todo sentimental e saudosista, digo logo. 😦

Passo os dias com a  musiquinha que lançaram numa propaganda de TV assim que saí de lá. Eu ficava vendo aqui em Recife na net e sonhando com POA:

Porto Alegre me faz

Tão sentimental

As gurias vão pro brique etecetara e tal…” dizia mais ou menos a canção.

Bem, nesse clima retrô (morei lá em 2008) é que ensaio mostrar pra vocês os cantinhos e passeios mais charmosos de POA, na humilde opinião desta que vos fala escreve. Muitos podem ter mudado de lá pra cá, afinal a última vez que estive lá em foi 2009 numa passagem relâmpago. Mas  sempre que vejo guias atuais sobre a cidade esses cantinhos ‘mara’ acabam batendo ponto. Portanto, eles ainda são “tri”, como se diz em gauchês.

Gasômetro

O Gasômetro é um centro que tem exposições e fica numa área espaçosa onde as pessoas vão caminhar, andar de skate, patins. Bomba aos domingos. Tem 2 coisas que eu amava fazer por lá: passear de barco pelo Guaíba e ver a estátua de Elis Regina cantando às margens do rio (que, na verdade verdadeira, é lago, mas eles chamam de rio, vá entender, né?). Nem sempre passeava de barco (só quando levava parente para turistar), então ficávamos ali passeando, curtindo o sol (quando tinha sol).

O Gasômetro abriga umas exposições de arte interessantes e é legal ir lá no topo do prédio para ver o famoso pôr do sol no Guaíba. Vejam só o espetáculo. 😉

por do sol guaíba

O famoso por do sol no Guaíba. É lindo mesmo, né não?! Foto: naViagemcomCamila.

Para mim o lugar também é sinônimo de churros. Aqui no Nordeste os churros não são tão disseminados quanto lá e talvez por isso minha memória gastronômica do Gasômetro tenha gostinho de churros. ‘Com mumu’.

Churros com mumu é tipo: churros com doce de leite da marca ‘mumu’. Levou um certo tempo até eu captar o que danado era esse sabor de churros que tinha escrito em toda carrocinha que vendia o doce. Kakakaka Já passei o game pra vocês leitores: peçam o churros com mumu que é dos bons.

Passeio de barco pelo Guaíba.

Não faço ideia de quanto custa hoje, mas lembro que durava um bocadinho, tipo umas 2 horas e era um passeio bem legal. Tem áudio contando as informações legais, você vê as casinhas de veraneio das pessoas e, se der sorte, pega o passeio no horário do pôr do sol que fica tudo ainda mais lindo.

A vista mais linda de todo o passeio é a volta. Na ida você vê um monte de ilhas, muito verde, muita mata e as casas nas margens do lago. No pôr do sol (claaaro, sempre ele) com o sol cobrindo de dourado a silhueta da cidade e, especialmente o porto e o Gasômetro você vai entender porque o passeio valeu a pena. É lindo!

Estátua de Elis

elis gasômetro

A diva Elis cantando para mim. 🙂

Sou fã de Elis. Tenho cds (ainda cds, quem sou eu, né?), sei as músicas decoradas e quando descobri que a filha ia cantar as músicas da mãe quase enlouqueço! Não sabia eu (que feliz coincidência) que ela era de Porto Alegre.

Gente, sou fã, mas não fico decorando tudo da ‘múle’. Descobri quando morava lá. Ela tem uma sala exclusiva na Casa de Cultura Mário Quintana (da qual falarei logo aqui embaixo) e foi lá que encontrei as referências ao passado da Pimentinha (se você não é fã de Elis talvez não saiba que um dos apelidos dela era esse).

‘Vimimbora’ pra Recife e quando volto nas terras gaudérias em 2009 vi uma homenagem à ela: uma estátua linda de viver, como diria Hebe Camargo, dela lá nas margens do Guaíba, na altura do Gasômetro. Pirei! É ela toda dourada com o microfone cantando e um banquinho do lado, pra a gente sentir que pode sentar e ter uma prosa com ela.

Instituto Iberê Camargo

T-o-d-a-s as vezes que um parente ia me visitar em POA eu levava nesse lugar. E quando não tinha parente para levar ia com os amigos da república em que morava. Ou seja, eu sempre arrumava uma desculpa qualquer de ir ‘dar umas bandas’ (dar umas bandas = passear, na linguagem local) por lá.

iberê camargo poa

As fotos conceituais do meu amigo Pablo: de dentro do Iberê euzinha lá fora.

iberê camargo poa

Eu tentando entender a arquitetura bem moderna do Instituto.

O Instituto (ou fundação, não sei bem) abriga exposições que sempre vão mudando. Além de poder dar uma olhada nas exposições o prédio em si é lindo e já vale a visita! Super moderno, com uns vãos bem diferentes e uma linda vista pro Guaíba, o Instituto chama atenção de longe. Na frente do Instituto tem também um café bem legal.

Casa de Cultura Mário Quintana

A Casa de Cultura fica no antigo Hotel Majestic. Hoje virou espaço cultural e tem esse nome devido à um ilustre morador do Hotel Majestic – Mário Quintana.

casa cultura mário quintana

A Casa de Cultura onde antes ficava o Hotel Majestic.

Se você é que nem eu – pouco entendido em poesia – esse é o cara que escreveu POEMINHA DO CONTRA:

“Todos estes que aí estão
Atravancando o meu caminho,
Eles passarão.
Eu passarinho!”

mário quintana

Com minha amiga Brenda e Mário, meu poeta bom velhinho.

Eu sabia bem pouco dele até ir à Casa que leva seu nome, mas depois de lá estar e ver seu quarto (tem como ver a recriação do quarto de Mário Quintana) fiquei com a imagem que  Mário devia ser uma cara legal. Sabe tipo velhinho do bem? Senti ele assim. Não me aprofundei muito e escolhi manter essa imagem de Mário.

A Casa é toda rosa! É imensa e o prédio é muito bonito, todo imponente. Além do quarto de Mário tem: sala dedicada à minha musa Elis, café, exposições, salas de cinema e láááá no topo a mais bela das surpresas: um terraço lindo, com plantinhas em banheiras e uma vista massa da cidade.

casa cultura mário quintana

Mamis e eu nos vãos da Casa. O prédio é muito bonito.

Para mais informações: http://www.ccmq.com.br/

Ônibus Linha Turismo POA

Esse passeio eu amava fazer! É daqueles que não pode faltar na lista de quem quer conhecer a capital gaudéria. O ônibus Linha turismo fica dando voltinhas pelos cantinhos mais emblemáticos da cidade. Na época que morava lá só existia uma opção de passeio: pelo Centro Histórico da cidade. Hoje em dia já existe uma segunda linha que vai para  a zona sul.

Para mais informações: http://www.portoalegre.travel/site/linha_turismo.php

Churrascaria Roda de Carreta 35 CTG

Ok, você está na terra da carne boa e dos churrasqueiros – é hora de se valer disso! Então vamos para uma churrascaria. Tem um milhão de churrascarias em POA, umas bem chiques, inclusive. Mas a minha preferida é essa: a Roda de Carreta do CTG 35.

Ela não é pomposa, nem chique, pra falar a verdade acho ela bem rústica, mas tem um diferencial que, para mim, faz toda diferença. É essa sigla aí: CTG 35.

CTG é a sigla para ‘Centro de Tradições Gaúchas’. Tem várias espalhados pelo Estado. Como lá, além de churrascaria, é um CTG tem show de danças típicas gaúchas todo dia. Nossa, como eu adorava ir espiar aqueles shows! São lindos!!!

Você paga a entrada, come carne à vontade e assiste aos shows. Né massa?! O preço é mais em conta que outras churrascarias e tem as músicas, danças, etc e tal.

 Para mais informações: http://www.churrascariarodadecarreta.com.br/main.php

Parques da cidade: Redenção e Moinhos de Vento.

parque moinhos

Juntinho do moinho que dá nome ao parque.

Eu morava pertinho da Redenção, então sempre ia “dar umas bandas por lá” como meu amigo Fábio dizia.

Eu moro em cidade com praia então fim de semana é onde?, onde? Na praia, é claro! Aí em Porto Alegre não tem praia. Como faz?! Vai pro parque. E lá as pessoas vão muito pro parque, viu?

Levam um chimas, seus cachorros (ô povo para ter animais!) e vão “lagartear” no parque. Essa também foi meu amigo Fábio que ensinou: lagartear é tomar sol.

Outra opção massa de parque é o Moinhos de Vento. O parque tem uma réplica de moinho açoriano, dizem que havia vários nesse bairro no comecinho da cidade.

E já que é um post cheio de saudosismo…

Não posso terminar sem mandar um beijo de saudades pros meus amigos gaudérios que fizeram minha vida em POA tão cheia de lembranças boas:

Garnizé, Fábio cara-de-tijolo, Pablito (meu vileiro favorito), Ana e Tiago, Brenda (viva a Argentina!), Sandro, Júlio (onde quer que ele esteja nesse mundão), Matheus e Robertinha (minha cicerone number 1). Vocês estão sempre em meu coração. :*

Se animou para ir à Porto Alegre? Já foi e tem sua lista de lugares mais charmosinhos? Conta pra mim lá nos comentários. Vou adorar saber.

Anúncios

5 Respostas para “O charme de Porto Alegre – 6 passeios tudo de bom.

  1. Pingback: Viva os 2 anos do blog! | naViagemcomCamila·

    • Oi, Gabriela.

      Fui à Ipanema sim, mas não pelo Linha Turismo. Fui lá com uns amigos num dia de domingo. Ficamos numa área que não curti muito porque tinha muitos carros com som alto ligado. Não sei se aidna é assim, porque isso foi em 2008.

      Mas o local é bem bonito mesmo.
      Um beijo!

  2. eu to começando a odiar porto alegre, e eu amava isso aqui. pichações, paradas de onibus e orelhoes quebrados por estudantes maconheiros e comunas, tá uma droga essa cidade!

Que tal deixar sua opinião?

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s