Série Direitos do Turista – Transporte Aéreo (antes da viagem)

Ah, a vida e seus imprevistos… Dá para controlar alguns, mas é impossível eliminá-los completamente, né? E quando a gente viaja para relaxar e ser feliz e eles acontecem? É dor de cabeça na certa!

Calma, amigo viajante! Seus problemas não se acabaram, mas eles podem ser menos sofridos com a ajuda da nossa série Direitos do Turista.

Ela está aqui para te informar seus direitos e dar aquela mãozinha sobre o que fazer quando as coisas não sairem do jeitinho que você planejou.

Scales_even_icon.svg

Já falamos sobre:

Hoje vamos falar de transporte aéreo. É notório o aumento no número de passageiros e muita gente tem aproveitado a oportunidade para viajar pela primeira vez. Como o tema tem um mooonte de detalhes e (espero eu!) é de interesse de muita gente, vou dividir esse nosso papo sobre os seus direitos em 3 posts – o antes, o durante e o depois da sua viagem de avião.

Como diria a voz da mocinha dos aeroportos:

(Tuuu-dooo)

Atenção passageiros com destino aos seus direitos, embarque imediato!

Transporte aéreo – parte 1.

avião

Imagem: domínio público

Antes de viajar…

1) Comprando a passagem

– É obrigatório adquirir o seguro viagem?

Não, não é obrigatório. Ele é opcional.

– É possível transferir a passagem para outra pessoa?

A passagem aérea é que nem RG e CPF: pessoal e instransferível. Quando a pessoa compra a passagem ela tem de informar o nome do passageiro, que não pode ser mudado depois.

– Criança paga o mesmo valor de adultos?

Se a criança tem menos de 2 anos e não estiver ocupando assento o preço da sua passagem não pode ser mais que 10% o valor da passagem de adulto.

– Se o passageiro desistir da viagem, o que acontece?

É preciso conferir o que diz o bilhete que você comprou, porque as regras podem mudar de empresa para empresa, ou mesmo de acordo com o tipo de passagem que você comprou.

Fique atento que a empresa pode sim, reter parte do valor que foi pago como uma espécie de multa pelo cancelamento.

Certo é que: em caso de reembolso toda empresa tem obrigação de pagá-lo em 30 dias, contados a partir da data que você o solicitou.

Caso você desista da viagem quando o voo não é direto, em um aeroporto de escala, por exemplo, a empresa não é obrigada a fazer o reembolso.

– Que horas é preciso chegar ao aeroporto?

A emrpesa vai informar no seu bilhete, mas a regra é 1 hora de antecedência para voos nacionais e 2 horas para voos internacionais.

Dica de amiga: hoje em dia é possível acompanhar horários de chegada e partida de voos pela internet no site da Infraero e no aplicativo para celular:

2) Cuidados com a saúde.

– Antes de viagem internacional, o que precisa ser feito?

Não é recomendado viajar com doença infecciosa aguda. Procure seu médico para saber como proceder.

Se for usar medicamento durante o voo é recomendado levar a prescrição médica e o medicamento na sua embalagem original.

E próximo post da série vai explicar seus direitos durante sua viagem. Não vai perder esse voo, hein?! 🙂

Anúncios

Uma resposta para “Série Direitos do Turista – Transporte Aéreo (antes da viagem)

  1. Pingback: Série Direitos do Turista – Transporte Aéreo (durante a viagem). | naViagemcomCamila·

Que tal deixar sua opinião?

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s