Museu do Mamulengo – Espaço Tiridá

mamulengo

O manipulador veste o boneco chamado mamulengo. Foto: naViagemcomCamila.

Você sabe o que é um mamulengo??? É isso mesmo MA-MU-LEN-GO.

O mamulengo é um boneco.

O nome estranho vem do formato desses bonecos. O manipulador os “veste”, como uma luva. Aqui está diferença dos ventrílocos. O ventríloco é um boneco que não é ‘vestido’. O manipulador apenas coloca a mão num buraco e move a boca do boneco (às vezes os olhos também). O mamulengo geralmente não tem movimento de boca. Ele só mexe os braços, pescoço e o tronco. E para dar esse movimento o manipulador tem de ficar com a mão molenga. De mão molenga para mamulengo foi um pulo e assim surgiu o nome do boneco.

mamulengos

Os bonecos que representam figuras fantásticas. De diabos à cobras aladas tem de tudo um pouco. Foto: naViagemcomCamila.

“Apois” esse boneco, típico do Nordeste, tem um museu inteirinho dedicado à arte dos mamulengos. E eu fui conhecê-lo. Vamos comigo entrar no mundo dos mamulengos?

O primeiro museu brasileiro destinado aos bonecos fica em Olinda e conta a história do mamulengo.

As origens dos mamulengos.

Os guias lá do Espaço Tiridá explicam que a origem dos mamulengos está ligada à igreja e à evangelização dos índios. Os padres jezuítas, na sua tentativa de catequizar os índios precisavam explicar as passagens bíblicas. E usavam bonecos para fazer isso.

Com o tempo os moradores da colônia foram se apoderando dessa arte e hoje pode-se dizer que o mamulengo é uma expressão artística tipicamente nordestina e independente da sua origem lusitana.  Os mamulengos retratam o cotidiano do homem nordestino através das profissões, dos trejeitos, das características dos bonecos.

O teatro do mamulengos.

mamulengo

2 figuras super representativas no imaginário Pernambucano: Mateus e Catirina. Foto: naViagemcomCamila.

O teatro de mamulengos geralmente é encenado com uma bandinha. A apresentação sempre inicia com uma dança.

Não há falas prontas no teatro de mamulengos. Cada personagem tem uma personalidade e é ela que vai moldando a história. Não é incomum os personagens interagirem com a platéia, respondendo às suas perguntas. Dá para percebem que o teatro de mamulengos tem muito de improviso, sem um roteiro fixo.

Os mamulengueiros.

O mamulengueiro é a pessoa que dá vida ao personagem. O bonequeiro é o cara que só faz o boneco. Mas o mamulengeiro é o ‘homi’ que pensa no personagem, na sua forma física, na sua história, criando a voz, os trejeitos, o personagem em si. Cada boneco tem características próprias e uma personalidade.

bonecos

Os bonecos representando a cena folclórica do enterro do morto numa rede. Foto: naViagemcomCamila.

O museu e seus bonecos.

casadefarinhaMas nem só dos mamulengos vive o museu. Com variedade de bonecos, o espaço conta com alguns ventrílocos, bonecos em tamanho grande, alguns não-manipuláveis e há também as engenhocas.

Engenhocas são ‘mesas’ que contam uma cena do cotidiano nordestino. Elas têm vários bonecos, cada um realizando uma atividade. Na parte debaixo da mesa há cordões conectados aos bonecos. Quando uma manivela da mesa é acionada os bonecos ganham vida e ‘encenam’ o que está acontecendo, dão vida à cena se mexendo.

O trabalho é lindo e super detalhista. Uma belezura sem fim.

No museu há 2 engenhocas: uma mostrando como é o funcionamento de uma Casa de Farinha e outra mostrando um bando de cangaceiros invadindo uma propriedade. Ao lado está a que representa a Casa de Farinhas.

A dos cangaceiros invadindo uma fazenda consegue ser mais pitoresca: há os bonecos cangaceiros em seus cavalos com punhais e espingardas contra os moradores da fazenda. Quando a mesa ganha vida os cangaceiros “matam” os moradores.

 

Informações Práticas:

Funcionamento: terça à sábado das 09 às 17 horas.

Entrada: R$ 2,00

Quer conhecer mais de Olinda e Recife?

Recife

Vem pra Recife? Um roteiro arretado pra tu.

A praia de Boa Viagem

Descobrindo o Recife Antigo

Forte do Brum

Anúncios

Que tal deixar sua opinião?

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s